a
HomeCircuito Cinema“À Sombra de Duas Mulheres” teve a data de estreia adiada.

“À Sombra de Duas Mulheres” teve a data de estreia adiada.

“À Sombra de Duas Mulheres” teve a data de estreia adiada.

10 DE MAIO NOS CINEMAS

Longa com direção de Philippe Garrel (Amantes por Um Dia) teve estreia adiada para a próxima semana. A nova data de lançamento de À Sombra de Duas Mulheres será dia 10 de Maio nos Cinemas.  O longa francês que traz como narrador, o ator e filho do diretor, Louis Garrel (Os Sonhadores de Bernardo Bertolucci), teve exibição na Quinzena dos Realizadores de Cannes 2015. 

                                        Destaques na Imprensa Internacional

“Um trabalho de sensibilidade e intensidade.” (Hollywood Reporter)
 
                                        “Garrel assina um de seus filmes mais feministas, mais maduros e mais apaixonados.” (Les Inrockuptibles)
 “Uma história filmada com habilidade lúcida de um cineasta em pleno comando da arte.” (Variety)
 
“Garrel, sempre vale a pena assistir: breve e veloz.” (New York Times)
 

 “Um dos melhores filmes de Philippe Garrel.” (Cahiers du Cinéma)  

 

                                                        Destaques na Imprensa Nacional

 
“Melhor longa-metragem de Philippe Garrel desde a obra-prima Amantes Constantes” (Estadão)
 

“Surpreendente e inesperado” (C7nema)

 

 “Genial” (Vertentes do Cinema)


À SOMBRA DE DUAS MULHERES

(L’Ombre des Femmes)

França| 2015 | Drama | 73 min

Um filme de Philippe Garrel

SINOPSE

Pierre e Manon produzem documentários de baixo orçamento e vivem de pequenos bicos. Quando Pierre conhece uma jovem estagiária, Elisabeth, ela se torna sua amante. Mas Pierre não quer deixar Manon – ele quer continuar com as duas mulheres. Elisabeth descobre que Manon tem um amante e conta a Pierre. Pierre volta para Manon, a mulher que ele ama de verdade. Sentindo-se traído, ele implora por seu amor, deixando Elisabeth de lado.

FICHA TÉCNICA
DIREÇÃO: Philippe Garrel
ROTEIRO: Jean-Claude Carrière, Caroline Deruas-Garrel
FOTOGRAFIA: Renato Berta
MONTAGEM: Fraçois Gédigier
DIREÇÃO DE ARTE: Emmanuel de Chauvigny
FIGURINO: Justine Pearce
MÚSICA: Jean-Louis Aubert
ESTÚDIO: SBS Productions, Arte France Cinéma
PRODUÇÃO: Said Ben Said, Michel Merkt
ELENCO COMPLETO:
Stanislas Merhar – Pierre
Clotilde Courau –  Manon
Lena Paugam – Elisabeth
Vimala Pons – Lisa
Antoinette Moya – A mãe de Manon
Jean Pommier – Henri
Thérèse Quentin – esposa de Henri
Mounir Margoum – amante de Manon
Claude Desmecht – proprietário
Christian Cousquer – homem do mercado
Michel Charrel – homem do funeral
Louis Garrel – narradorFESTIVAIS
Cannes 2015
Toronto 2015
Vancouver 2015


Compartilhe com:
Quanto vale este artigo?

Natural de Brasília, carioca de coração. Artista Plástica, desenhista, poetisa e fotógrafa. Começou cedo nas artes, fazendo caricaturas dos amigos ainda no Colegial, fez desenho livre no Oberg Cursos de Desenho e seus quadros seguem o realismo, tendo como mestres Edward Hopper, Gustave Caillebotte e Amadeo Modigliani. Em sua estante tem biografias como de Walt Disney, Victor Hugo e Tony Blair entre outros que fizeram história. Na fotografia desde 2005, fez revelação de fotos em laboratório, época da fotografia Analógica, se rendeu a era digital tendo fotos publicadas em sítios de fotógrafos como o site Olhares e o Fine Art, ambos tendo autores portugueses em sua maioria e participou de muitos Workshops desde então, sendo um deles ministrado pelo grande fotógrafo português Manuel Madeira. Como boa pisciana, arrisca algumas poesias, tendo algumas publicadas no site “Pensador”. Fez exposições de seus quadros em 2014. Se define como amante das artes e dispara que nada sabe, o aprender acontece todos os dias. Colaboradora de vários sites de mídias, com trabalhos publicados em muitos lugares de destaque.

[email protected]

Nenhum comentário

Deixe um comentário