a
HomeGrade CulturalO Pequeno Príncipe Preto no Glauce Rocha

O Pequeno Príncipe Preto no Glauce Rocha

O Pequeno Príncipe Preto no Glauce Rocha

“O Pequeno Príncipe Preto” conta a história de um Príncipe que percorre vários planetas com a missão de plantar as sementes da empatia, amor, respeito, coletividade, generosidade e aprendizado familiar. Com diferentes linguagens, o infantil exalta a valorização da cultura negra e retrata o quanto é bonita a diversidade de cada povo. A peça cumprirá temporada de 09 de junho a 29 de julho, no Teatro Glauce Rocha, sábados e domingos, sempre às 16:00.

O projeto surge de perguntas que ainda ecoam: Por que a maioria dos livros infantis só tem heróis e príncipes brancos e de olhos claros? Por que as bonecas e bonecos têm características físicas que não se assemelham com a maioria da população brasileira? Por que nas canções e contos infantis o branco é belo e puro e o preto não? As respostas para essas perguntas visam contribuir com o empoderamento, com a autoestima e com o imaginário formativo de crianças e adolescentes negros apresentando personagens de destaque que se assemelhem a eles e façam com que se sintam representados nas histórias que tem acesso.

Com texto e direção do diretor e ator Rodrigo França, especialista em filosofia para crianças e pesquisas relacionadas à cultura negra, o solo tem performance de Junior Dantas, que integra há 9 anos a Cia. OmondÉ, iluminação de Ana Luzia Mollinari de Simoni e João Gioia, cenário de Mina Quental.

As músicas originais foram compostas pelo musicista João Vinícius Barbosa, que também assina a direção musical e arranjos.

A cultura afro-brasileira e africana sempre foi lembrada, exclusivamente, com a temática escravidão no Brasil. A encenação tem uma narrativa que ressignifica fatos históricos e o espetáculo é quase todo embalado por percussão de tambores, somado com lundu (ritmos brasileiros), Kuduro (ritmo angolano) e jazz e soul (ritmos afro- americanos), com uma trilha musical original. A brasilidade múltipla está em cena, através do respeito à diversidade de cores, características, sabores, texturas, sonoridades e sotaques.

SINOPSE:

“O Pequeno Príncipe Preto” discute o empoderamento e a autoestima de crianças e adolescentes negros que não se vêem representados na maioria dos livros, bonecas e bonecos que lhes são oferecidos. Permeado por canções e brincadeiras, o espetáculo semeia o entendimento sobre a importância da valorização de questões como: diversidade, cultura, amor, generosidade, empatia e respeito, além de ressaltar a influência do aprendizado familiar para que as crianças cresçam fortalecidas.

SERVIÇOS:

TEATRO GLAUCE ROCHA

Av. Rio Branco, 179 – Centro

Telefone da bilheteria: 2220-0259

Temporada de 09 de junho a 29 de julho

Classificação: Livre

Duração: 45 minutos

Lotação: 202 lugares

Valores: R$ 20,00 / R$ 10,00

Sábados e domingos – às 16:00

FICHA TÉCNICA

Texto e Direção: Rodrigo França

Atuação: Junior Dantas

Diretora Assistente: Mery Delmond

Direção Musical, Músicas e Arranjos: João Vinícius Barbosa

Interface Crítica: Sol Miranda

Iluminação: Ana Luzia Molinari de Simoni e João Gioia

Cenografia: Mina Quental

Figurino: Lucas Pocian

Preparação Vocal: Adrén Alvez

Direção de Movimento: Kennedy Lima

Programação Visual e Animações: Juliana Barbosa

Fotografia, Edição e Gestão de Mídias Sociais: Rodrigo Menezes

Documentação: Bia Medeiros

Trilha Sonora: João Vinícius Barbosa – Violão / Lúrian Moura – Violoncelo / Nathalia Dominice – Voz / Junior Dantas – Voz

Assessoria de Imprensa: Duetto Comunicação

Produção: Pé de Vento Produções

Direção de Produção: Douglas Resende

Produção Executiva: Carolina Caju

Compartilhe com:
Quanto vale este artigo?

Produtora, atriz e Agente Cultural formada pelo curso: PADEC, CECIERJ do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Curso de Produção Executiva pela EAT (Escola de Artes Técnicas Luíz Carlos Rípper), Mangueira. Produtora da Empresa Caixa Preta Produções Artísticas. Produz espetáculos de Teatro e realizou a sua primeira direção profissional para o público infantil no espetáculo Os Saltimbancos de Chico Buarque de Holanda. Trabalha a 6 anos no SATED-RJ, produzindo as oficinas e palestras da instituição, nos últimos 2 anos sendo coordenadora dos projetos de Oficinas no Projeto SATED Rio em Ação. É produtora e repórter da Rádio Revolução, rádio inclusiva que fica situada dentro do Instituto Nise da Silveira no Engenho de Dentro. Acredita em uma sociedade que dê direito de oportunidades para todos e que a Cultura e Educação não seja restrita. Nenhum direito a menos.

[email protected]

Nenhum comentário

Deixe um comentário