a
HomeGrade CulturalFAVELA 2 – A GENTE NÃO DESISTE NO TEATRO JOÃO CAETANO

FAVELA 2 – A GENTE NÃO DESISTE NO TEATRO JOÃO CAETANO

FAVELA 2 – A GENTE NÃO DESISTE NO TEATRO JOÃO CAETANO

                                    

No dia 15 de junho terá início a temporada de estreia da comédia musical FAVELA 2 – A GENTE NÃO DESISTE no Teatro João Caetano, da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ, na Praça Tiradentes, em cartaz de sexta a domingo até o dia 29 de julho. Com texto de Rômulo Rodrigues e direção de Marcio Vieira, o espetáculo conta com músicas inéditas de Xande de Pilares, feitas especialmente para o espetáculo, e direção musical de Marcio Eduardo Melo. O grande elenco reúne nomes como Vilma Melo, ganhadora do Prêmio Shell de Melhor atriz em 2017; Thiago Justino, da novela Rock Story; Hugo Moura e Dja Martins, da Novela Segundo Sol, além de Dério Chagas, Sarito Rodrigues, Renata Tavares,Tito Sant’anna, Cinthia Andrade, Kenya Costta, Leandro Santanna, Paula Pardon, Dilene Prado, Ana Paula Guevedo, Natalio Maria, Helena Giffonni, Jeferson Melo, Daniel Almeida, Henrique Sathler, Walace Fortunato, Julio Nunes, Gisele Castro, Claudia Leopoldo, Vinicius Rodrigues e Hugo Carvalho.

O espetáculo é a continuação das histórias do espetáculo FAVELA, um grande sucesso que completou 5 anos de estreia no ano de 2017 e que levou cerca de 80 mil pessoas ao teatro, reunindo fãs que o acompanha por todas as suas temporadas. Uma prática muito comum em filmes e pouco usada no teatro, o espetáculo FAVELA 2 – A GENTE NÃO DESISTE vai mostrar histórias inéditas das personagens que já divertiram e emocionaram o público em várias temporadas no Favela 1.

Devido ao grande sucesso e, principalmente, ao momento difícil pelo qual todos os moradores de Favela vêm passando, surgiu a ideia de fazer a continuação do espetáculo. Os mesmos personagens com novas histórias. Assim nasceu o FAVELA 2 – A GENTE NÃO DESISTE. O humor continua presente durante toda a peça, mas tudo se encaminhando para um pedido de atenção e cuidado com os moradores das favelas. Em cena, teremos personagens cômicos e dramáticos que falam de temas muito atuais como empoderamento feminino, corrupção, violência nas favelas, o mau uso da internet, entre outros assuntos bem atuais. As últimas falas do espetáculo resumem um pouco o alerta que o espetáculo pretende fazer:

É morador! … É morador … É preto … É pobre … É favelado … Não é bandido … É morador! … É morador … É preto … É pobre … É favelado … É gente do bem … É gente do bem …

 

 

FAVELA 2 – A GENTE NÃO DESISTE

Teatro João Caetano

Sexta e sábado, às 19h30 e domingo, às 18h

De 15 de junho a 29 de julho (dia 17 de junho não haverá espetáculo)

Ingresso – R$40,00 (inteira) R$20,00 (meia)

Classificação – 14 anos

 

SINOPSE:

A ameaça de destruição da favela e a eleição para o novo presidente da associação de moradores servem de pano de fundo para as novas histórias das personagens que encantaram a todos na primeira fase do espetáculo que comemorou cinco anos em 2017. Nessa continuação, Dona Jurema está comemorando 100 anos e terá um belo baile de debutante; Juvenal virou pagodeiro famoso e enfrenta uma crise no casamento porque um nudes dele vasou na internet; Meire está grávida de Osmar e inferniza a vida do marido com desejos malucos; Valdira casou com um gringo milionário e está de volta ao Brasil, de férias na Favela; Jeomar realiza seu grande sonho de trabalhar como engenheiro, mas vive o conflito de trabalhar ou não na derrubada da favela e a sua esposa Elisa virou pastora da Igreja e se une a seu Eusébio, que é da umbanda, para lutar pela favela. Essas são apenas algumas das novidades do FAVELA 2- A GENTE NÃO DESISTE.

 

FICHA TÉCNICA

Texto:

Rômulo Rodrigues

Direção e idealização:

Márcio Vieira

Elenco:

Seu Euzébio – Thiago Justino, Dona Vilma – Vilma Melo e Sarito Rodrigues, Juvenal – Dério Chagas, Suelen – Renata Tavares, Murilo – Hugo Moura, Jeomar – Tito Sant’anna, Elisa – Cinthia Andrade, Dona Jurema – Dja Martins, Osmar – Leandro Santanna, Meire – Paula Pardon, Valdira – Dilene Prado, Menina Marilyn “Mou” – Ana Paula Guevedo, Pastor Pereira – Natalio Maria, Dona Antônia – Helena Giffonni, Fiel Kadu – Jeferson Melo e Daniel Almeida, Ex-policial Celsão – Henrique Sathler, Bandido “Sinistro” – Walace Fortunato, Bandido “D’onde” – Julio Nunes, Moça Jane – Gisele Castro, Moça Sara – Claudia Leopoldo, B Boy – Vinicius Rodrigues, Stand- in Murilo – Hugo Carvalho, Stand- in Seu Eusébio – Jorge Jeronymo, Stand-in B Boy – Peterson Christopher, Stand-in Dona Jurema – Maria Zenayde

Músicos:

Caio Martins, Leandro Lopes, Jorge China, Patrick Angello

Direção Musical:

Márcio Eduardo Melo

Músicas inéditas:

Xande de Pilares , THiago Tomé , Jefferson Souza (Jess SS)

Assistente de direção:

Minton Filho

Coreografia:

Sueli Guerra

Iluminação:

Djalma Amaral

Cenário:

Derô Martin

Figurinos:

Ricardo Rocha

Preparação Vocal

Pedro Lima

Visagismo:

Vinny Rodrigues e Jenifer Demétrio

Fotografia:

Fernanda Sabença   e Marden Nascimento

Programação Visual:

Leandro Antonio

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Vitor Minateli

Direção de Produção:

Rômulo Rodrigues e Marcio Vieira

Produção:

Milton Filho e E Gilbert Magalhães

Realização:

PRAMA COMUNICAÇÃO E SOBRADINHO CULTURAL

Compartilhe com:
Quanto vale este artigo?

Produtora, atriz e Agente Cultural formada pelo curso: PADEC, CECIERJ do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Curso de Produção Executiva pela EAT (Escola de Artes Técnicas Luíz Carlos Rípper), Mangueira. Produtora da Empresa Caixa Preta Produções Artísticas. Produz espetáculos de Teatro e realizou a sua primeira direção profissional para o público infantil no espetáculo Os Saltimbancos de Chico Buarque de Holanda. Trabalha a 6 anos no SATED-RJ, produzindo as oficinas e palestras da instituição, nos últimos 2 anos sendo coordenadora dos projetos de Oficinas no Projeto SATED Rio em Ação. É produtora e repórter da Rádio Revolução, rádio inclusiva que fica situada dentro do Instituto Nise da Silveira no Engenho de Dentro. Acredita em uma sociedade que dê direito de oportunidades para todos e que a Cultura e Educação não seja restrita. Nenhum direito a menos.

[email protected]

Nenhum comentário

Deixe um comentário